Funer?ria

DOMINGO, 16 DE DEZEMBRO DE 2018 | |

Princesa Isabel, PB

Portal Cruzaltense no FacebookPortal Cruzaltense no TwitterPortal Cruzaltense no Google PlusFale conosco
Publicado em 24/01/2018 às 10:41:21

Coleta Seletiva já recolheu mais de 25 toneladas de materiais recicláveis

Projeto atende oito bairros de Cruz Alta

611_profissao_catador.jpg

Desde o mês de dezembro, o projeto Profissão Catador ampliou os serviços de recolhimento de materiais recicláveis. O projeto que tem a realização da Agência Start, Inatecsocial, Unicruz, Prefeitura de Cruz Alta e CONDEMA, passou a atender oito bairros.

A coleta era realizada no bairro Ferroviário e Bonini I. Com a expansão passou a ser realizada nos bairros Conceição, Bonini II, Jardim América Vila Hilda, Bairro Central e região do centro. Mais de 25 toneladas de materiais recicláveis foram coletadas desde o início do projeto.

Segundo o Coordenador de Meio Ambiente de Cruz Alta, Diones Silveira, até o momento os moradores do Bairro Conceição são os que mais encaminham materiais recicláveis para os catadores na coleta seletiva. A comunidade está aderindo ao porta a porta, porém a menor demanda de resíduos encaminhadas para os catadores na coleta é na região central da cidade aonde não tem containers afirma ele.

O coordenador ainda ressalta a importância da coleta para geração de renda dos catadores: antes da ampliação da coleta, cada uma das quatro associações de catadores realizava uma carga mensal fechada de caminhão de grande porte. Após a ampliação, cada associação está encaminhando duas cargas e meia ao mês. Por isso é importante que a comunidade faça o descarte correto, pois além de beneficiar os catadores e o meio ambiente, o município reduz suas despesas com o peso da demanda oriunda da coleta comum.

Confira os dias em que o caminhão da Coleta Seletiva passará em cada bairro:

Segunda à tarde: Bonini 1 e Conceição

Terça de manhã: Bonini 2 e Jardim América

Terça à tarde: Ferroviário

Quinta de manhã: Vila Hilda e Bairro Central

Quinta à tarde: Centro

Da Redação: Djovana Souza Acadêmica de Jornalismo Unicruz. 

shel

Deixe seu comentário