Funer?ria

QUARTA, 19 DE SETEMBRO DE 2018 | |

Princesa Isabel, PB

Portal Cruzaltense no FacebookPortal Cruzaltense no TwitterPortal Cruzaltense no Google PlusFale conosco
Publicado em 12/09/2018 às 13:15:02

Secretaria de Saúde promove atividade em alusão ao Setembro Amarelo

Evento foi organizado pelos CAPS Infantil e Saber Viver

1394_01.jpg

A Secretaria Municipal de Saúde, através de uma parceria entre os CAPS Infantil E CAPS I, promoveu na tarde de segunda-feira (10), o evento Viva a Vida. Com o objetivo de conscientizar as pessoas sobre o Setembro Amarelo os organizadores promoveram diversas atividades entre os usuários e a população que prestigiou o evento.


Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), por ano, quase 800 mil pessoas em todo o mundo cometem suicídio. Isso representa uma morte a cada 40 segundos.  

No Brasil, o suicídio é quarta causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, ficando atrás de violência e acidente de trânsito. Anualmente, o país apresenta uma média de 11 mil suicídios, de acordo com os dados do Ministério da Saúde. Ainda segundo a instituição, o Rio Grande do Sul é o estado com mais casos, cerca de 23%.


Para Debora Espinã, secretaria de saúde do município, esses casos não estão ligados apenas a doenças neurológicas. "Vivemos em um período onde a diferença se sobrepõem a empatia, o ódio se sobrepõe ao amor e o preconceito ao respeito. Vivemos em uma sociedade que é mentalmente doente e precisamos combater isso", destaca.


Espinã ainda ressalta que a cidade está avançando na prevenção do suicídio. "Cruz Alta está discutindo a criação de um plano municipal de prevenção ao suicídio que será criado em conjunto com profissionais e instituições. Precisamos deixar claro que a prevenção não é apenas a medicação e consultas, mas melhorar a qualidade de atendimento dos CAPS", finaliza.

Cruz Alta conta com três Centros de Atenção Psicossocial (CAPS): CAPS Álcool e Drogas, CAPS Infantil e CAPS Saber Viver. Para solicitar atendimento, os interessados devem procurar a Estratégia de Saúde da Família (ESF) do seu bairro.

Redação: Djovana Souza

shel

Deixe seu comentário